Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Fevereiro > Carnaval 2014 - Em Cima da Hora
Início do conteúdo da página
Sexta, 07 Fevereiro 2014 09:52

Carnaval 2014 - Em Cima da Hora

Carnaval 2014 - Em Cima da Hora

“Quem foi que disse que eu não ia mais voltar? Quem apostou, perdeu! Eu fiz história, eu sou história e tradição.” Com esses versos, ano passado, o bloco Em Cima da Hora voltou ao carnaval piraiense após três anos sem desfilar na avenida, em Arrozal ou em outras localidades.

Criado em 1994, como conta seu fundador Enes Sérgio, mais conhecido como Rubro Negro, no início não conseguiram juntar muita gente e não tinham carros alegóricos. No ano seguinte conseguiram reunir um número maior de integrantes e participaram do carnaval de Volta Redonda, onde foram campeões por quatro anos seguidos. A partir de então o bloco ganhou notoriedade, desfilando em Piraí, Arrozal e Volta Redonda.

Este ano o Em Cima da Hora desfilará somente em Arrozal, mas para 2015, afirma Rubro Negro, pretendem voltar a alegrar a rua Barão de Piraí como Escola de Samba. Ele diz que mesmo não fazendo parte do desfile em Piraí este ano, espera contar com a presença de todos que gostam do bloco em Arrozal.

“Pessoal de Piraí que gosta do Em Cima da Hora, em 2015 estaremos aí, mas este ano venham pra cá ver o bloco porque ninguém vai se arrepender”, garante.

Unindo em suas alas representantes de várias cidades da região, este ano terá a participação de baianas de Volta Redonda e Barra Mansa e a bateria ficará por conta de Três Rios.

“Brasil, um caldeirão de ritmos” é o tema de 2014, explica o carnavalesco do bloco Walclemir Dias, o Wal, destacando que na avenida terão carros representando diferentes ritmos musicais, reunindo aproximadamente 350 integrantes.

“A ideia, este ano, é exaltar a diversidade musical do nosso país. Pegamos ritmos famosos como frevo, vanerão, xaxado e colocaremos na avenida. Cada carro alegórico representará também uma região. Será uma festa muito bonita e colorida”, afirma Wal.

Quem quiser participar precisa procurar os representantes do bloco em Arrozal para garantir a fantasia. O desfile será na terça-feira, 4 de março, com concentração às 20h na quadra do centro.


BLOCO CARNAVALESCO EM CIMA DA HORA
SINOPSE - CARNAVAL 2014

Enredo: Brasil, um caldeirão de ritmos

De fato, o país é muito rico em ritmos musicais, que aqui se originaram e se tornaram conhecidos internacionalmente. O samba, por exemplo, é uma das expressões mais conhecidas do Brasil no exterior. Mas o samba é somente um de nossos típicos ritmos musicais, que ainda incluem o frevo, o maracatu, o baião... Vamos conhecer a seguir alguns desses ritmos.

Congada

O congado, também chamado de congo ou congada mescla cultos católicos com africanos num movimento sincrético. É uma dança que representa a coroação do rei do Congo, acompanhado de um cortejo compassado, cavalgadas, levantamento de mastros e música. Os instrumentos musicais utilizados são a cuíca, a caixa, o pandeiro, o reco-reco,o cavaquinho,o tarol,o tamboril,a sanfona ou acordeon. Ocorre em várias festividades ao longo do ano, mas especialmente no mês de outubro, na festa de Nossa Senhora do Rosário. O ponto alto da festa é a coroação do rei do Congo.
Na celebração de festas aos santos, onde a aclamação é animada através de danças, com muito batuque de zabumba, há uma hierarquia, onde se destaca o rei, a rainha, os generais, capitães, etc. São divididos em turmas de números variáveis, chamados ternos ou guardas . Os tipos de ternos variam de acordo com sua função ritual na festa e no cortejo: Moçambiques, Catupés, Marujos, Congos, Vilões, contra-danças,ternos femininos e outros.

Catira

A "Catira", que também pode ser chamada de cateretê, é uma dança do folclore brasileiro, em que o ritmo musical é marcado pela batida dos pés e mãos dos dançarinos. De origem híbrida, com influências indígenas, africanas e européias, a catira (ou "o catira") tem coreografia executada na maioria das vezes por homens (boiadeiros e lavradores) e pode ser formada por seis a dez componentes e mais uma dupla de violeiros, que tocam e cantam a moda.

É uma dança típica do interior do Brasil, principalmente na área de influência da cultura caipira (Mato Grosso, norte do Paraná, Minas Gerais, Goiás, interior de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Tocantins.

A coreografia da catira apesar de parecer semelhante varia bastante em determinados aspectos, havendo diferenças nitidas de uma região para outra. Normalmente é apresentada com dois violeiros e dez dançadores.

Frevo

Vale transcrever a definição que Câmara Cascudo dá a essa dança de rua e de salão: "é a grande alucinação do carnaval pernambucano. Trata-se de uma marcha de ritmo sincopado, obsedante, violento e frenético, que é a sua característica principal. E a multidão ondulando, nos meneios da dança, fica a ferver. E foi dessa idéia de fervura (o povo pronuncia 'frevura', 'frever', etc.), que se criou o nome de 'frevo'." A coreografia é improvisada e quase acrobática, executada originalmente com roupas coloridas e uma sombrinha.

Maracatu

Tem origem negra e religiosa. Grupos de negros acompanhavam os reis do Congo, eleitos pelos escravos, que eram coroados nas igrejas, em que depois faziam um batuque em homenagem à padroeira ou, em especial, a Nossa Senhora do Rosário, padroeira dos homens negros. À frente do grupo vão rei e rainha, príncipes, embaixadores, dançarinas e indígenas. Não há enredo. Simplesmente se desfila ao ritmo dos tambores. O ritmo surgiu em Pernambuco, mas também se encontra em outros estados do Nordeste.

Forró

O nome forró deriva de forrobodó, "divertimento pagodeiro", segundo o folclorista Câmara Cascudo. O forró era em sua origem um baile animado por vários gêneros musicais, como o baião, o xote, e o xaxado. Nesse sentido, também era conhecido como "arrasta-pé" ou "bate-chinela". O forró, hoje, é praticamente um gênero musical que engloba os ritmos acima mencionados. Sua origem é o sertão nordestino e os instrumentos musicais utilizados são basicamente a sanfona ou acordeão, o triângulo e a zabumba.

Alguns estudiosos atribuem a origem da palavra forró à pronúncia abrasileirada dos bailes "for all" (para todos), que, no começo do século, os engenheiros ingleses da estrada de ferro Great Western, promoviam para os operários em Pernambuco, na Paraíba e em Alagoas.

Xaxado

O xaxado, originalmente, era uma dança exclusivamente masculina, executada pelos cangaceiros, sem acompanhamento instrumental para o canto, com o ritmo marcado pela coronha dos rifles, batidos no chão. O nome xaxado deve ser uma onomatopeia do xá-xá-xá que faziam as alpercatas de couro ao se arrastarem no chão. A dança, difundida por Lampião e seu bando.

Vanerão

É um tipo de dança típica do Rio Grande do Sul.

Assim como a vanera e a vanerinha, nasceu de origem alemã e se desenvolveu no Rio Grande Do Sul. Seu ritmo foi influenciado pela habanera, originada em Havana, Cuba, da mesma forma que vários outros encontrados nos países hispano-americanos, como o tango, o samba canção e o maxixe.

Ao lado do xote, do bugio e do fandango, tornou-se uma das danças mais populares do Rio Grande do Sul e dos outros estados da região sul, Santa Catarina e Paraná, devido à migração de gaúchos para outras terras.

Samba

O samba deriva de diversos ritmos africanos e seu nome vem da palavra "semba", que quer dizer "umbigada", ou dança de roda onde os participantes se tocam pela barriga. Ao longo do século 20, o samba evoluiu e ganhou várias formas, como o samba-canção, o samba de breque, o samba enredo e, mais recentemente, o pagode. Como se disse antes, o samba tornou-se um símbolo do Brasil e sua maior expressão se dá no carnaval.

Resumindo, o Brasil é um verdadeiro caldeirão musical e na avenida esta mistura acontece, pois não existe regra, não existem diferenças, tudo é alegria, tudo é diversão, tudo é legal e no final... é claro, tudo acaba em carnaval.

Lido 2822 vezes
Fim do conteúdo da página


Endereço: Praça Getúlio Vargas, s/n°, Centro, Piraí - RJ - 27.175-000
Telefones: (24) 2431 9950
Atendimento: Segunda a sexta-feira de 08h às 17h
E-mail: ouvidoria@pirai.rj.gov.br

Nós Usamos Cookies

Os cookies são usados para aprimorar a sua experiência. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.