Sexta, 07 Novembro 2014 09:03

Violência Doméstica é discutida com profissionais de Piraí

A Secretaria Municipal de Saúde em parceria com o Centro Universitário Geraldo Di Biase -  UGB promoveu o curso “Violência Doméstica: Como intervir?” para funcionários das áreas de saúde, educação e assistência social da Prefeitura Municipal de Piraí. O evento que aconteceu na sexta-feira (7), na Instituição Espírita Oásis no Caminho, promoveu reflexões, e expôs orientações aos profissionais que trabalham com a questão da violência doméstica direta ou indiretamente.

 
A doutora em Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz, Cláudia Valéria Abdala iniciou as atividades comentando sobre a diferença histórica de gêneros e discutiu sobre como a sociedade prevê as atitudes de homens e mulheres.
 
 
“O problema é quando a gente transforma diferença em desigualdade. Ou seja, quando acontece a hierarquização da diferença” completa.
 
Para a agente de saúde Juliana Gatti o curso foi interessante pois abordou questões que podem vir a ser observadas durante o trabalho na casa das famílias. Ela constatou que ‘com o que aprendemos aqui saberemos orientar os casos que possam surgir, então facilitará o nosso trabalho’.
 
Conforme informa a cartilha usada durante o evento: a violência doméstica é considerada um grave problema de saúde pública no Brasil, trazendo repercussões na saúde mental e social dos envolvidos. As crianças que convivem em lares que ocorre violência entre seus pais, sofrem as conseqüências provocadas por esse tipo de ambiente. Essa população, em muitos casos, têm seus direitos básicos violados, caracterizando violência social, tais como: direito a frequentar escola, serem assistidos pelos serviços de saúde, e violências que afetam seu desenvolvimento emocional, envolvendo situações como: violência física, sexual e psicológica. 
Lido 1650 vezes