Sexta, 22 Fevereiro 2019 09:29

Está funcionando o Sistema de Classificação de Risco do Hospital Flávio Leal

Enfermeira Maria Aparecida Alves Ferreira realizando a classificação de risco com Marilza Silva de Castro Enfermeira Maria Aparecida Alves Ferreira realizando a classificação de risco com Marilza Silva de Castro

Está funcionando desde o início de fevereiro o Sistema de Classificação de Risco do Pronto Socorro do Hospital Flávio Leal, das 7 às 17 horas, de segunda à sexta-feira, com a finalidade de qualificar e humanizar o atendimento aos usuários.

A gerente de enfermagem do Hospital, Marcelle Aparecida de Oliveira, explicou que o atendimento é feito após o preenchimento da ficha na recepção, em uma sala específica, por um enfermeiro que a partir da escuta qualificada classifica mediante protocolo das queixas do paciente, identifica aqueles que necessitam de atendimento imediato, avaliando de acordo com o risco o tempo de espera.

“De acordo com a classificação o paciente recebe uma pulseira com a cor que identifica a gravidade da situação que pode ser vermelha (para casos mais graves), amarela, verde ou azul progressivamente”, explicou Marcelle.

Dona Marilza Silva de Castro (foto), 71 anos, moradora da cidade de Pinheiral, elogiou a implantação do Sistema de Classificação de Risco, afirmando que a avaliação inicial garante que aqueles que precisam serão atendidos mais rapidamente.

“Sou sempre muito bem atendida quando venho aqui. É bom ver que o Hospital está melhorando ainda mais o atendimento. Com esse serviço a gente fica até mais tranquila em quanto aguarda ser atendida pelo médico”, afirmou Marilza Castro.

O Sistema de Classificação de Risco está em fase de implantação, sendo monitorado e avaliado constantemente para que possa funcionar com eficiência.

 

Sistema de Classificação de Risco

Emergência Necessidade de atendimento imediato
Urgente encaminhar para consulta médica imediata; caso de gravidade moderada, avaliação em no máximo 30 minutos. Necessidade de atendimento médico priorizado, sem risco.
Pouco Urgente Encaminhar para consulta médica, atendimento preferencial. Avaliação em no máximo 60 minutos. Caso de menor urgência que podem aguardar atendimento médico.
Não Urgente Encaminhar para consulta médica em no máximo 120 minutos
Lido 505 vezes