Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Janeiro > Semana de Combate à Hanseníase
Início do conteúdo da página
Terça, 21 Janeiro 2014 09:46

Semana de Combate à Hanseníase

Semana de Combate à Hanseníase

Entre os dias 27 e 31 de janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde realizará a Semana de Combate à Hanseníase, com ações de mobilização e esclarecimento em todas as Unidades de Estratégia de Saúde da Família, como parte da campanha do dia mundial de luta contra a doença, celebrado anualmente no último domingo de janeiro, desde 1954.

Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Gisele S. de Andrade Mota, dados do Ministério da Saúde indicam que mais de 30 mil brasileiros são diagnosticados com a doença anualmente. Em Piraí, nos últimos cinco anos, foram detectados 22 casos de hanseníase e a finalidade da campanha é esclarecer a população para os principais sinais e sintomas, permitindo o diagnóstico e tratamento em sua fase inicial, evitando surgimento de sequelas incapacitantes.

A hanseníase é uma doença infecto contagiosa causada bactéria Mycobacterium leprae e é transmitida através do contato direto com pessoas contaminadas sem tratamento. Quando em tratamento médico, as pessoas com a doença não apresentam risco de transmissão.

Os principais sintomas da Hanseníase são: manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas, com perda ou ausência de sensibilidade; pele seca e com falta de suor; pele com queda de pêlos; feridas nas pernas e pés; caroços no corpo; áreas da pele com sensação de formigamento ou diminuição da sensibilidade ao calor, à dor e ao tato; dor e sensação de choque, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços, das pernas e dos pés, inchaço.

Quando a doença não é tratada no início, as manchas podem aumentar em tamanho ou em número com maior perda de sensibilidade. Surgem formigamentos ou inchaços nas mãos e nos pés, o rosto e orelhas também incham ou ficam avermelhados e o nariz entope. Devido à falta de sensibilidade a pessoas podem se ferir e surgem lesões nas áreas afetadas e quando afeta os olhos a doença pode provocar cegueira. Em alguns casos os homens podem ficar estéreis.

Lido 1769 vezes
Fim do conteúdo da página


Endereço: Praça Getúlio Vargas, s/n°, Centro, Piraí - RJ - 27.175-000
Telefones: (24) 2431 9950
Atendimento: Segunda a sexta-feira de 08h às 17h
E-mail: ouvidoria@pirai.rj.gov.br

Nós Usamos Cookies

Os cookies são usados para aprimorar a sua experiência. Ao fechar este banner ou continuar na página, você concorda com o uso de cookies.