Imprimir esta página
Quarta, 29 Janeiro 2020 09:51

Prefeitura amplia sinal de internet gratuito em Piraí

Prefeitura amplia sinal de internet gratuito em Piraí

A equipe da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Piraí concluiu, na última semana, a instalação do sinal de internet gratuito na praça do bairro Cacaria. O sinal de internet em local público é um compromisso do governo municipal em ampliar o sinal em todo o município. A ação faz parte do conceito "Cidade Inteligente" e vai beneficiar a população na comunicação com agilidade e comodidade. 

Quando nós conseguimos realizar a inclusão digital, levar essa ferramenta para o munícipe, que é o acesso a informação, nós conseguimos proporcionar mais transparência ao governo”, afirma o secretário de Ciência e Tecnologia, Osni Silva.

O secretário explica que a expansão do sinal de internet só é possível, pois a prefeitura tem uma rede própria que cobre todo o Município.

“É importante falar que as escolas, as unidades de Saúde do município e o Hospital Flávio Leal têm acesso a rede própria que pertence a prefeitura. Isso permite que o governo municipal consiga fazer a expansão da rede. Hoje a Prefeitura de Piraí tem 150 pontos conectados, são diversas praças dentro do município com WiFi gratuito, como é o caso do Centro, as principais praças dos distritos de Arrozal e Santanésia. E, recentemente, a secretaria de Ciência e Tecnologia ampliou o sinal na praça da Cacaria”, disse Osni.

O município de Piraí conta hoje com 30 bairros contemplados com internet gratuita. De acordo com o secretário, até mesmo as comunidades distantes têm a cobertura do sinal gratuito de internet.  

Piraí tem 30 bairros com internet gratuita, onde o cidadão só fica responsável em comprar um kit de acesso (antena e roteador) e, posteriormente, fazer um cadastro na secretaria.  Tem alguns bairros que financeiramente não interessa os provedores privados de internet, como é o caso do bairro Vista Alegre, que fica as margens da Rodovia Presidente Dutra. A prefeitura voltou com sinal de internet, que é um bairro que não interesse nenhum provedor entrar lá porque financeiramente não é viável. Se não é a prefeitura levar esse tipo de serviço, até hoje os moradores estariam ilhados”, avalia, Osni.

 

Foto: Alexandre Teixeira

Lido 1261 vezes